Torcidas organizadas não gostam dos clubes

2 08 2008

Do blog do Quartarollo

http://200.98.194.26/blogs/quartarollo/

Os chamados líderes das torcidas organizadas se reuniram com Renato Gaúcho, do Fluminense, hoje pela manhã. Como sempre a declaração politicamente correta do treinador, que às vezes é obrigado a engolir a situação e botar panos quentes, é dizer que eles estiveram lá para apoiar o time que não atravessa momento bom. Mas a verdade é que é uma pressão indevida e permitida por muita diretoria que se diz moderna por aí.

Por que Renato tem que dar satisfação à líderes das organizadas? Ele que dê satisfação para a sua diretoria e só. Se não está satisfeita com o trabalho, acha que já não dá mais, adeus e até logo. Torcida organizada não representa a torcida de um clube. De novo aquela velha conversa. Duvido que alguém que trabalhe e tenha mais o que fazer do que apenas viver de torcer por um clube, tenha tempo numa sexta-feira de manhã de se mobilizar para cobrar a situação do time. É gente que vive se locupletando e usando o clube. Massa de manobra, dependendo da cirscuntâncias, da situação ou da oposição. Recebe sempre dos dois lados.

Renato é boa gente, boa praça e não é de ficar brigando com ninguém. E tem também na sua conta passiva aquela autorização para a festa do torcedor nos treinos na véspera da final da Libertadores. Para muitos, aquela foi uma atitude equivocada e pusilânime do treinador tentando agradar meia duzia de gatos pingados e acabou repercutindo negativamente no dia seguinte. Festa demais, jogo de menos.

No Vasco da Gama, um dos problemas enfrentados pela administração Roberto Dinamite é a guerra com as torcidas organizadas. O ex-presidente Eurico Miranda destinava cerca de 3 mil ingressos para as organizadas nos jogos com mandos do Vasco da Gama e Roberto cortou essa mamata. Virou inimigo da torcida. Se é tão torcedor do clube como eles dizem que são, deveriam ajuda-lo pagando ingressos pelo menos.

Por que é que o torcedor comum, aquele verdadeiro, que tem pai, mãe, trabalha todo o dia, e só vai no jogo para ver seu time jogar e não para arranjar confusão, tem que pagar ingresso e esse bando vai de graça. Por isso que a cada confusão gerada pelas organizadas os dirigentes de clubes também devem ter sua parcela de culpabilidade. Eles facilitam e às vezes até financiam essas torcidas.

E mais, os mesmos líderes que se reunem com técnicos e dirigentes em nome das organizadas, são os mesmos responsáveis pelos atos mais violentos nos estádios. A lei também deveria responsabiliza-los. Afinal, não há responsabilidade pela metade. Se você se veste como líder de torcida, passa a ser responsável pelos seus liderados.

Torcida organiza não gosta do clube. Talvez nem goste de futebol. Gosta de bandalheira e de usar as cores do clube para proveito próprio, uma total inversão de valores morais e financeiros.

Copiado do Blog do Paulinho


Actions

Information

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s




%d bloggers like this: